Leal, inteligente, auto-confiante, obediente, robusto, alerta, vigilante, corajoso... esse é o pastor alemão - um cão completo! Esse é o cão que escolhemos como companhia, como guarda e como amigo. Esse é o cão ao qual nos dedicamos e esse é o cão que oferecemos à você: o pastor alemão cinza (linha de trabalho).

Hoje em dia, no Brasil, a criação de pastor alemão se dividiu em dois grupos bem distintos: linha de estrutura e linha de trabalho. A diferença básica é que, enquanto um grupo se dedica ao aprimoramento da raça com base na estrutura física, o outro grupo tem como foco principal o temperamento. E justamente por isso escolhemos trabalhar com o pastor alemão cinza, pois décadas de seleção fizeram com que a qualidade desses exemplares se tornasse inquestionável.

Mas como podemos garantir que nossos cães têm essas qualidades inerentes à raça? Colocando o cão à prova! Por isso só trabalhamos com cães titulados em provas de faro, obediência e proteção. Ser aprovado nessas três fases elimina qualquer dúvida quanto à qualidade física e emocional do cão.


Empenho, concentração, calma e precisão são atributos indispensáveis para ser aprovado em uma prova de faro. Uma prova de obediência exige disposição ao trabalho, agilidade, vigor físico e prontidão em receber comandos. Já na fase de proteção, agressividade, coragem, força e controle são exigidos como em nenhum outro esporte com cães.

Mas por que se importar com títulos se você está procurando apenas um cão de companhia? Afinal de contas, seu cão não vai precisar dos instintos necessários à um cão de trabalho, ele só precisa ser um bom companheiro, certo? Quase isso... Um título de schutzhund (ou cão de trabalho) pode dizer muito sobre o cão e sobre o criador:

- O pastor alemão deve ser inteligente e ter alta adestrabilidade. Ter o título de cão de trabalho mostra que aquele cão em particular tem essas características e que é capaz de ser treinado em alto nível. Mostra que o cão tem o desejo de trabalhar com seu condutor e a habilidade de aprender novos comportamentos. Um cão que possui essas características pode passá-las à sua descendência. Um cão que não tem essas características não pode! Isso é muito importante ao futuro dono, pois um cão que geneticamente tem o desejo de aprender e trabalhar em parceria com seu condutor é muito mais fácil de ser treinado.


- Um título de trabalho mostra que o criador faz mais do que apenas criar cães. Ele está envolvido em outras atividades além de apenas "produzir" filhotes. E se trabalhar com bons profissionais produz bons resultados, ter um contato constante com outros criadores, treinadores e juízes da raça é indispensável. Além do mais, isso dá acesso à bons exemplares, o que por sua vez, produz um bom programa de seleção.

- Um título de trabalho mostra que o criador teve a oportunidade de comparar seu cão com outros representantes da raça, e também analisá-lo através de um teste objetivo (que foi projetado tendo o pastor alemão em mente). Sem isso, o único padrão do criador são seus próprios cães e sua opinião pessoal sobre eles. O que frequentemente se vê é o criador dizer que seus cães tem pedigree, e que portanto são de excelente qualidade. Entretanto, apenas "ter pedigree" não é um teste objetivo ou qualificação para criação!

- Um título de trabalho mostra que o cão realmente saiu da propriedade do criador e foi exposto à situações do dia-a-dia além do pequeno mundo onde vive. Ele foi exposto e socializado ao mundo real, não foi mantido preso dentro de casa ou no quintal por toda a sua vida. Expor o cão em público e trabalhar em público (todas as provas de trabalho são abertas ao público) é evidência de um temperamento sólido e estável, um grande contraste em relação à um cão que precisa ser mantido em casa porque tem "medo de estranhos", ou porque "fica desconfortável em lugares públicos". O pastor alemão deve ser seguro de si e capaz de suportar o stress do mundo ao redor dele. Um título de trabalho mostra que o cão passou com sucesso pelo stress do treinamento (e da prova em si) em um ambiente totalmente diferente do conforto de sua casa. O temperamento é genético!


Criar cães visando apenas a estrutura física enquanto se negligencia a aptidão ao trabalho resulta em queda na qualidade do temperamento. Treinar e titular um cão fornece informações importantes ao criador, só assim ele pode saber os pontos fortes de seus cães e o que precisa ser corrigido em futuras ninhadas.

De que tipo de criador você prefere comprar um filhote? Daquele que se informou sobre como são seus cães e provou essas informações através de treinos e provas de titulação, ou daquele que "sabe" como são seus cães apenas os observando em casa, e que decide que isso é informação suficiente para a criação, sem nenhum teste objetivo ou prova?

Nós preferimos seguir os ideais de Max von Stephanitz, fundador da raça: "Tenha certeza que o pastor alemão continue sendo um cão de trabalho, pois lutei minha vida inteira por isso."


"As mais admiráveis características de um pastor alemão criado corretamente são firmeza de nervos, vigilância, estabilidade emocional, facilidade de manejo, concentração, confiabilidade e integridade, além de coragem, espírito de luta e solidez."


"Utilidade é o verdadeiro critério de beleza."


"A criação de pastor [alemão] deve ser a criação de cães de trabalho, esse sempre deve ser o foco; ou então deveríamos parar de produzir cães de trabalho."


"A criação de cães deve ser o trabalho de um apaixonado, e não uma profissão ou uma forma de se conseguir o dinheiro para o pão com manteiga, assim como no caso de qualquer outro animal. Isso se tornaria 'negócios', o que não tem nada a ver com a criação séria de cães."


"Extraordinário em sua devoção incondicional ao seu mestre, espírito irrepreensível, nunca preguiçoso, sempre em movimento, de boa índole e nunca interesseiro, um prazer constante aos olhos."


"Me mostre seu cão e te direi que tipo de homem você é."


Caso tenha interesse em adquirir um de nossos filhotes entre em contato conosco através do e-mail dogpinda@gmail.com.